30 julho 2017

TBR de Agosto


Crash - Nicole Williams
O Príncipe Corvo - Elizabeth Hoyt
Fangirl - Rainbow Rowell
Misery - Stephen King

Até o próximo post!

24 julho 2017

Resenha: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Sinopse: "Descubra uma nova era de magia com Animais fantásticos e onde habitam – O roteiro original, edição impressa do roteiro do filme Animais fantásticos e onde habitam que a Editora Rocco lança em português como parte do novo programa de publicação do Mundo Bruxo de J.K. Rowling. Inspirado no livro-texto de Hogwarts escrito pelo personagem Newt Scamander, Animais fantásticos e onde habitam – O roteiro original é uma aventura nova e emocionante que apresenta uma variedade de personagens e criaturas mágicas. Sucesso de crítica e público e ganhador do Oscar de Melhor Figurino, Animais fantásticos e onde habitam é o primeiro de uma franquia de cinco filmes e marca a estreia como roteirista para o cinema da autora da adorada série Harry Potter."

Esse livro é o roteiro de "Animais Fantásticos e Onde Habitam" então vamos ter basicamente a narração das aventuras de Newt Scamander e sua  mala de animais fantásticos por Nova York. Um novo capítulo do universo mágico de Harry Potter, bem antes de o menino que sobreviveu, lá nos anos 20.

A Nova York bruxa é bem diferente da Inglaterra, lá eles são mais rígidos e vivem se escondendo dos não-maj, nossos conhecidos trouxas. Além de um ambiente diferente temos um novo vilão, que espalhou o terror bem antes de Voldemort. Vilão esse que já apareceu na série de Harry Potter. E temos também um núcleo de personagens adultos, mas ainda sim mágico.

Newt é inglês, alundo de Hogwarts e membro da Lufa-Lufa. Ele é inteligente, talentosa com os animais e muito tímido com as pessoas. É muito bonito a devoção que ele tem pelos animas e como ele quer que as pessoas os entendam. Gosto também da maneira com que ele se relaciona com os demais personagens do livro.

A leitura é bem rápida e com as marcações e descrições da cena do filme, você consegue captar mais detalhes do que somente o que vemos na tela, inclusive o gancho para a continuação da história. Me diverti horrores e me encantei como quase sempre acontece quando leio algo da J.K. Rowling, essa mulher é boa em tudo que faz. Leitura obrigatória para os fãs de Harry Potter.

Até o próximo post!

23 julho 2017

TAG 50% 2017


Até o próximo post!

17 julho 2017

Resenha: Tudo e Todas as Coisas

Sinopse: "TUDO ENVOLVE RISCOS.

NÃO FAZER NADA TAMBÉM É ARRISCADO.
A DECISÃO É SUA.
A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça, jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly.
Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe."

Eu acredito que a expectativa sempre estraga tudo, pelo menos pra mim é assim que funciona, pois é só esperar muito de um livro que vou acabar frustrada. Mas quando eu vou sem expectativa nenhuma, na grande maioria das vezes, a leitura fluí melhor e acabo gostando muito do livro. E foi exatamente isso que aconteceu com "Tudo e Todas as Coisas" da Nicola Yoon, um young adult despretensioso que me encantou com sua história de amor.

O livro vai contar a história da Madeline, que sofre de uma doença que a impede de entrar em contato com mundo, por isso ela vive em uma casa especial a 18 anos sem nunca ter saído de lá. Ela segue uma rotina que é abalada quando um novo vizinho muda para a casa ao lado. Olly tem uma vida complicada, mas nem por isso deixa de se aproximar da garota que tem problemas maiores que o dele. Os dois acabam se envolvendo romanticamente.

"Tudo e Todas as Coisas" pode se encaixar no gênero sick lit, mas ele é mais do que isso, o livro de Nicola Yoon vai falar muito mais de correr riscos, que isso sim é viver de verdade. E a autora tem uma escrita divertida e leve, com personagens interessantes e inteligentes. Os diálogos do livro são bem interessantes e o envolvimento do casal principal é natural.

Eu gostei muito do livro, mesmo ele tendo alguns pontos fora da realidade, mas isso não me incomodou e tive uma leitura muito prazerosa, que há muito tempo não tinha com um livro de YA contemporâneo. Bem no estilo John Green e Stephanie Perkins, recomendadíssimo para quem gosta desses dois ou apenas de um bom romance adolescente. 


Até o próximo post!

10 julho 2017

Resenha: Confesse

Sinopse: "Um romance sobre arriscar tudo pelo amor — e sobre encontrar seu coração entre a verdade e a mentira. Da autora das séries Slammed e Hopeless. 
Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado."

E a rainha dos livros young adult ataca mais uma vez, com mais uma história dea mor cheia de altos e baixos, plot twist e um toque de destino. Isso é o que posso dizer sobre "Confesse", não posso dar muitas informações sobre a trama, acho que o máximo posso dizer é que Auburn tem uma vida complicada, mas tudo começa a melhorar quando ela conhece o Owen, um artista misterioso.

Esse livro se parece bastante com os outros livros da Colleen, o que pra mim não é algo ruim, até porque sou uma grande fã do que ela escreve, porém eu senti que as coisas estão mais aceleradas nessa história que nas outras e que temos mais empecilhos do que o normal. Por esses motivos ele não ganhou 5 estrelas na minha avaliação, mas mesmo assim eu devorei suas páginas em três dias e não consegui me parar enquanto não terminei.

As personagens desse livro são pouco aprofundadas, focando mesmo no relacionamento do casal principal. Gostei muito do Owen, ele é intenso de uma maneira muito maravilhosa. Já Auburn me irritou um pouco, por ser muito passiva em alguns momentos, faltou reação nela enquanto sua vida estava de cabeça para baixo.

"Confesse" não se tornou meu livro preferido da Colleen Hoover, mas foi uma leitura deliciosa, que me tirou da inércia literária que eu estava e movimentou meu ritmo de leituras. Afinal, essa autora é mestre em me ajudar nas ressacas literárias. Um romance lindo e viciante que vale a pena ser lido.

Até o próximo post!

05 julho 2017

Playlist de Julho

Voltamos com a programação normal de playlist do mês, porém agora teremos um formato um pouco diferente, elas viram direto do Spotify. Mas os comentários sobre as escolhas musicais continuam os mesmo. 

Começamos o mês com os lançamentos da diva brasileira Anitta, fiquei viciada em "Paradinha" e "Sua Cara", que é uma parceria com a Pabllo Vittar, que já ganhou meu coração com essa voz maravilhosa. Estamos apenas aguardado o clipe no deserto, ou seja, é provável que ela volte a aparecer aqui no blog.

Depois fiquei muito viciada no álbum do Harry Styles, comentei isso no vídeo da Harry Styles Book TAG. Não consegui escolher apenas uma música, então coloquei todas. Até porque eu não sou obrigada.

Por fim abandonei Harry e comecei a escutar algumas músicas do mais recente álbum do Bastille, que é uma das minhas bandas preferidas da vida. As escolhidas da vez foram "Glory" e "Warmth". Mas estou ouvindo o CD inteiro e pode ter certeza que vou me encantar por mais alguma música.


Até o próximo post!

03 julho 2017

Resenha: A Bússola de Ouro

Sinopse: "O primeiro volume da trilogia Fronteiras do Universo, de Philip Pullman, se passa em um mundo muito parecido com o nosso — mas com algumas curiosas diferenças. Ciência e religião se confundem. Todo ser humano possui um dimon, um animal inseparável que na infância toma várias formas. E existe um raríssimo objeto que aponta a verdade, mas ninguém sabe fazê-lo funcionar.
Lyra é uma menina levada que vive na tranquila cidade universitária de Oxford, na Inglaterra. Lá, crianças começam a desaparecer. E quando seu grande amigo Roger, some, Lyra parte em sua busca, disposta a desafiar seus próprios temores.
Na paisagem árida do Norte, onde tenta encontrar Roger, Lyra enfrenta uma terrível conspiração que faz uso de crianças-cobaias em sinistras experiências. Entre ursos usando armadura e bruxas que sobrevoam as sombrias geleiras, Lyra terá que fazer alianças inesperadas se quiser salvar o amigo de seu trágico destino."

"A Bússola de Ouro" é o primeiro livro da série Fronteiras do Universo do Philip Pullman, em que  os seres humanos tem a sua alma externamente, na forma de um animal. Como todo primeiro livro de uma série ou trilogia em um primeiro momento temos uma leitura mais arrastada, até porque o autor precisa nos inserir naquele novo universo. O mundo criado por Philip Pullman é bem complexo em sua mitologia e cheio de críticas a religião.

Em um primeiro momento temos a impressão de que o livro é mais um young adult de fantasia, mas não, pra mim podemos encarar esse livro como fantasia adulta. Mesmo que tenhamos uma personagem infantil, animais falantes, bruxas e muita magia, esse livro não é nada infantil e tem críticas bem pesadas a imagem da igreja.

Neste primeiro momento não consegui me envolver com os personagens, eles ainda não tiveram a chance de se mostrar profundamente. Lyra é uma protagonista interessante, muito esperta. Ela vai descobrindo os mistérios que envolve sua própria vida e o que a Igreja quer esconder, então ao mesmo tempo que nós ela está sendo inserida em todo aquele universo junto com o próprio leitor. 

Achei o livro muito bom, com uma construção de narração bem amarrada, um universo fantástico bem complexo e personagens com potencial. Porém achei a história um pouco arrastada e me senti perdida até começar a entender o que era o pó. Mas não vou desistir da trilogia e já estou curiosa com o que vai acontecer a Lyra depois daquele final.

Até o próximo post!
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo