12 outubro 2015

Resenha: O Jardim Secreto

A resenha dessa segunda é um temática ao dia das crianças, resenhei um livro que fez parte da minha infância, não como livro, mas como filme, "O Jardim Secreto", que foi lançado em 1993 e era presença confirmada na sessão da tarde. 22 anos depois eu resolvi ler o livro em que esse filme que eu adorava (continuo amando) foi baseado, e não há melhor data do que a de hoje, para falar desse clássico.


Sinopse: "Um livro delicado, meigo e muito mágico. Conta a história da jovem Mary,uma menina mal-humorada e infeliz que acaba indo morar na casa de um tio seu, após o falecimento de seus pais.A casa é uma mansão nas charnecas,um lugar que ela escolhe odiar. Porém, vendo que não há outra forma e que ela terá que ficar lá, a menina decide explorar o local. Acha um velho jardim trancafiado em uma de suas explorações e decide cuidar dele com a ajuda de dois amigos. Mostra do começo ao fim o crescimento de Mary e de seus amigos."

"O Jardim Secreto" vai começar contando a estória de Mary Lennox, uma garotinha que mora na Índia e acaba de ficar orfã, por isso ela é obrigada a morar com um tio que ela nunca viu em Yorkshire. A menina é vista como uma criança feia e mimada, que é deixada de lado por todos. Nos primeiros capítulos temos que conviver com essa Mary irritante, que aos poucos vai descobrindo a magia de ser uma criança.

A casa onde Mary vai morar é de um tio corcunda, que não fica no local por muito tempo, e é cercado por jardins e um pântano. Quando a garotinha resolve se aventurar pelas redondezas da casa, ela acaba descobrindo um jardim secreto, que ela decide cuidar como se fosse seu pequeno segredo.  Para cuidar do pequeno pedaço de terra ela tem ajuda de Dickon, um garoto simples que ama os animais e as plantas. Dickon é o oposto de Mary, ele está sempre sorrindo, tem uma aparência agradável e é querido por todos.

Além dos mistérios envolvendo o jardim, a casa é cheia de segredos, como a morte da mulher do tio e o garotinho doente que chora todas as noites. Garotinho que Mary acaba descobrindo ser seu primo, e que em muito se assemelha a menina que veio da Índia, com sua carranca e mimos.

O livro foi escrito por Frances Hodgson Burnett, em 1911, e foi feito para crianças. O livro vai mostrar sobre a importância dos pensamentos positivos, de se acreditar em si mesmo, de ser agradável e de viver. Mary, Colin e Archibald Craven, são pessoas infelizes que se fecham em suas tristezas, deixando que isso seja visto em sua aparência. Os três vem sua vida mudar a partir da vinda de Mary para a Inglaterra. A garotinha traz mudanças para a casa do Craven e descobre os prazeres de se viver.

O livro tem uma linguagem simples e de fácil entendimento. A estória é narrada por um narrador onisciente, que narra em terceira pessoa, mas que conhece os sentimentos e desejos de cada personagem. A estória é delicada e tem uma aura de magia, que vai encanta crianças e adultos com seus mistérios e milagres. O livro pode se passar em um século passado, mas encanta e comove até hoje.

A estória mágica do jardim secreto, foi adaptada para o cinema em 1993, um filme lindo, muito fiel a narração de Frances Hodgson. Daqueles filmes para se assistir várias vezes e se sentir tocado pelo enredo. Vale a pena ver e ler a estória da garotinha amarga, que descobre a felicidade nas coisas simples da vida.

Até o próximo post!

Um comentário:

  1. Obrigado, Mey. Sua crítica me ajudou muito... estou procurando um livro para minha irmã de 10 anos que perdeu o pai há pouco tempo, e acho que esse livro seria muito bom.
    Abraço!

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo