25 julho 2016

Resenha: Eleanor & Park

Sabe os filmes do Jhon Hughes, "O Clube dos Cinco" ou "Curtindo a Vida Adoidado", com toda aquela vibe adolescente, mas falando sobre problemas sérios, com uma linguagem leve e divertida, mas ao mesmo tempo muito real?! Então, "Eleanor & Park" é a mesma coisa, só que em forma de livro.
Sinopse: "Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo."

Lembro do lançamento de "Eleanor & Park" e de todo burburinho em todo dele, mas cansada de cair em falsas expectativas nem dei muita ideia, anos se passaram até que eu desse uma chance para o livro e MEUDEUS! que arrependimento. O livro é tão maravilhoso quanto todo mundo dizia, YA de qualidade que entrou para a lista de queridinhos.

Eu já havia gostado da escrita da Rainbow desde quando li "Anexos", mas nesse livro ela flui ainda melhor e é impossível não se ver tomada por toda estória e ansiar por cada página e quando chegar ao final perceber que não viu o tempo passar e que quer recomeçar a leitura.

"Eleanor & Park" é cheia de referências dos anos 80 e vários pedaços do universo geek. Vamos ter dicas de músicas daquela época e de quadrinhos. Acaba que o livro ganha uma playlist deliciosa, que te faz voltar no tempo sem esforço. 

O ponto forte de todo livro são os dois personagens principais e a relação dele. Eleanor é um protagonista que foge dos padrões, ela é gordinha, tem cabelo cacheado, não segue a moda e tem um temperamento difícil. Park é o menino que não faz nada para perturbar, é como se ele quisesse ser invisível. Os dois um dia se esbarram e aos poucos uma estória de amor vai se criando. É lindo como no começo vem a amizade e aos poucos tudo se torna amor. O romance é difícil, cheio de altos e baixos, mas não incomoda ou cansa, é natural quando duas pessoas começam a se relacionar.

O livro não é apenas sobre romance, pelo contrário, Rainbow Rowell trata de assuntos bem complicados, principalmente quando fala sobre a família de Eleanor. A autora não tem medo de pesar a mão e em alguns momentos é muito cruel com a personagem, mas também consegue não ser apenas a carrasca. 

O desenrolar da estória é surpreendente e o final é muito real e pertinente, mas dá para terminar o livro de coração partido e pedindo para a autora se gananciosa e lançar uma continuação, apenas para matar saudades das personagens. Um YA de qualidade, que conta uma linda estória e que eu deveria ter lido há muito tempo.

Até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo