07 abril 2014

Resenha: Divergente

Essa semana tem resenha de outra distopia, estou em uma fase totalmente distópica, mas prometo que vou intercalar com outros gêneros literários. Mas não pude me segurar e tive que ler o primeiro livro da trilogia de Verônica Roth, que em breve vai estar nos cinemas.


Sinopse: "Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive."

Adoro a diagramação da editora Rocco, no caso de "Divergente" não foi diferente. A capa está impecável e o miolo também. É daqueles livros que valem a pena ter na estante.

O livro de Verônica Roth é bem dinâmico, a todo momento tem algo acontecendo. A escrita de da autora é muito simples e deliciosa, quando você percebe já está totalmente envolvido com a estória e ansiado cada vez mais, mesmo que o livro não seja pequeno (ele tem 500 e poucas páginas). Eu achava impossível um livro tão cheio de ação, conseguir um clímax ainda mais tenso, os últimos capítulos são de roer as unhas.

Uma das coisas que mais gostei do universo distópico que Verônica criou foram as facções, a separação das virtudes que evitariam a guerra. Adorei o teste de aptidão, toda a ideia de utilizar de simulações que te guiem a caminhos que irão mostrar qual a sua vocação, foi genial. Fora que a iniciação da audácia é maravilhosa, com a questão de enfrentar seus medos. Isso com certeza foi om ponto forte da estória.

As personagens do livro são incógnitas pra mim, não sei se isso acontece por causa do narrador personagem, mas tenho a impressão de que não consigo conhecer a personalidade de todos eles, até mesmo a Tris é um mistério. Mesmo assim, gostei da personagem, ela não é daquelas mocinhas paçoca, ela é corajosa e decidida, se a autora souber levar até o último livro, a menina magrela da abnegação tem tudo para ser um heroína. Sobre o Quatro ainda não tenho uma opinião formada, não sei se gosto ou desgosto.

Outra coisa que pra mim foi um ponto forte no livro, foi o fato de que o romance só acontece lá na página 300. Achei isso uma ótima sacada, acho que em livros desse gênero o romance deve ser algo secundário, a ação e as questões políticas vem na frente. Quando o romance engole a estória, tudo se perde e a narrativa se torna em apenas uma grande melação. Em "Divergente" o romance está lá, porém ele acontece de forma gradativa, não algo instantâneo, e isso me agradou bastante.

O primeiro livro da trilogia se fecha muito bem, a autora não deixa as pontas totalmente soltas, os mistérios estão ali, mas não é um final repentino. A estória de Tris tem udo para ter uma continuação incrível e eu espero que isso aconteça de verdade. 


Boa Leitura!
Até o próximo post!


5 comentários:

  1. Muito legal seu blog, parabéns!
    Esse livro vai sair em filme daqui a pouco, não?
    Ele me dá uma impressão de ser cópia de Jogos Vorazes...eita...
    Mas, adorei a sua resenha e fiquei até com mais vontade de lê-lo!
    Tb acho legal o romance só acontecer mais tarde na história...
    Bjs, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ah, estou seguindo o blog! :)
    Bjs, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi! :)
    Te indiquei para uma Tag lá no blog, se quiser, aparece:
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos. Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história....acesse o link e digite a palavra reverso..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html‎

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo