27 fevereiro 2017

Resenha: Entrevista com o Vampiro

Sinopse: "Este romance começa com um jovem repórter entrevistando Louis de Pointe du Lac, nascido em 1766 e transformado em vampiro por Lestat. Luis conta sua história aos ouvidos atentos do repórter, revelando segredos do mundo dos vampiros."

O vampiro sempre foi a criatura sobrenatural que mais me fascinou, desde muito novinha adorava os filmes que os retratavam. Entre "Drácula" e "Garotos Perdidos", "Entrevista com o Vampiro" era um o que eu mais amava, pela sua estética dark e misteriosa. Durante muitos anos assistia o filme incansável vezes, mas com o tempo ele se perdeu pra mim. Porém sempre senti uma necessidade em ler o livro da Anne Rice, afinal, a regra é clara, o livro sempre é melhor que o filme. E vários anos depois, finalmente, li o livro e fiquei encantada pelo universo criado pela autora.

"Entrevista com o Vampiro" é o primeiro livro da série "A Crônicas Vampirescas", e se incia com Louis, que depois de viver longos anos como vampiro resolve contar sua história a um repórter. Ele vai relatar desde sua transformação até o momento atual. O vampiro se arrepende de tudo que fez e vive uma vida de solidão e tristeza. Por isso a história tem um tom de melancolia e é muito sombria, afinal, ele acredita que é um ser maligno que tira vidas humanas.

Ao longo de seu relato Louis nos apresenta três personagens importantes, Lestat que é seu criador, Claudia o grande amor de sua vida e Armand que foi quem lhe deu respostas. Esses três vampiros tem características bem diferentes, mas ao mesmo tempo são bem parecidos. Lestat é um vampiro cruel e sarcástico, cheio de mistérios que evita contar. Claudia é uma mulher presa eternamente em um corpo de criança, mas muito cruel e fatal. Já Armand é um punhado de mistérios, mas ao mesmo tempo um porto seguro. E no meio deles está o atormentado Louis, que com certeza é o mais insuportável deles, porque tenta a todo momento fugir da sua natureza vampiresca, enquanto todos os outros tomaram aquilo para si.

A escrita da Anne Rice não é muito simples, mas entendo que ela utiliza de certo vocabulário para dar voz a Louis. Mas o livro também é muito pesado, fazendo questionamento religiosos, sobre o bem e o mal, sobre imortalidade e solidão. Então temos aqui um livro com vocabulário rebuscado e com assuntos bem difíceis, por isso a leitura demora a fluir, para que consiga absorver tudo aquilo, mas mesmo assim temos uma história incrível e um livro com vampiros muito maravilhosos. 

Não sei se lerei os demais livro de "As Crônicas Vampirescas", não por ser ruim, mas pelo tamanho da série. Mas fiquei extremamente tentada a conhecer mais do vampiro Lestat.

Até o próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo