30 novembro 2016

Filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Demorei, mas finalmente vim falar o que achei de "Animais Fantásticos e Onde Habitam", o novo filme no universo de Harry Potter.


Sinopse: "O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo."

"Animais Fantásticos e Onde Habitam" é uma prequel de Harry Potter, e vai contar a história de Newt Scamander, um magizoologista que vai até Nova York levando sua mala cheia de criaturas fantásticas. Scamander já foi citado em alguns livros de Harry Potter, já que ele é responsável pelo o livro que leva o mesmo nome do filme e que está na lista de materiais de Hogwarts. Diferente da série do bruxo com a cicatriz de raio, essa história não é uma adaptação de nenhum livro, J.K criou tudo diretamente para o cinema.

O filme tende a ser mais adulto que os de Harry Potter, como se fosse mesmo feito para os fãs que cresceram com o bruxo de J.K Rowling, mas mesmo assim ele é daqueles filmes para todas as idades. O filme começa nos apresentando Newt, enquanto ele descobre Nova York, que tem uma comunidade bruxa muito diferente da Grã-Bretanha que nós já conhecemos. Ao mesmo tempo temos problemas acontecendo na cidade e um no-maj (o trouxa dos EUA) se envolvendo nas confusões de Newt.

Os personagens do filme são muito bons, porque diferente de HP temos um "protagonista" que não é ninguém, ele não é famoso, apenas gosta de estudar e cuidar dos animais e ao mesmo tempo temo Jacob, um humano normal, que também não tem nada de extraordinário. Achei muito legal porque os dois estão descobrindo esse novo mundo, junto conosco, os telespectadores. Nesse primeiro filme temos apenas um gostinho da personalidade de cada um, o aprofundamento vira nos próximos quatro filmes. 

As atuações do filme estão muito boas, adoro o jeitinho inglês deslocado do Eddie, e a maneira como ele consegue esconder aquele vozeirão para se encaixar no Newt. O Colin Farrel como sempre está impecável como o misterioso Graves e menção honrosa a Ezra Miller, que é minha paixão antiga desde "Precisamos Falar Sobre o Kevin", nesse filme ele consegue passar bem o jeito travado, como se tivesse mesmo amarras o envolvendo.

AFOH é divertido e consegue nos arrancar várias gargalhadas, principalmente, quando mostra os animais fantásticos. Fora que as cenas com eles são maravilhosas um trabalho gráfico muito bonito e me deu muita vontade de assistir em 3D para ver toda aquela magia saltando da tela. Mas não é apenas cores e alegrias e o filme tem seu toque sombrio que vai tomando aos poucos a história.

O filme deixa muitas pontas soltas, mas conhecendo J.K como conheço tenho certeza, que nada ficará solta e cada mistério ou detalhe que passou despercebido terá ligação com alguma coisa na frente. Mas mesmo assim saí do cinema com gostinho de quero mais e arrasada por ter que esperar mais 10 anos para poder reviver toda aquela magia, porque foi incrível depois de tantos anos ter aquela trilha tocando junto com a logo da Warner. Vale muito pra quem já é fã e para quem quer conhecer esse universo mágico.

Até o próximo post!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo