22 setembro 2014

Resenha: Se eu ficar

Adoro adaptações de livros para o cinema, e quando fui assistir "A Culpa é das Estrelas" vi o trailer de "Se eu ficar" e fiquei bem interessada pela estória, quando descobri que era um  livro, precisei lê-lo antes de ir ao cinema conferir a adaptação.


Sinopse: "Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas."

Quando eu li a sinopse do livro identifiquei vários clichês, menina certinha que encontra cara incrível, os dois se apaixonam e juram amor eterno. Juro que comecei a ler o livro com um pé suuuper atrás, mas posso dizer que ao longo da estória fui me surpreendendo. Mia é mais que uma garota certinha, acho que ela é mais que isso, principalmente quando vamos conhecendo sua família.

Adorei a família da Mia, seu pai, sua mãe e o Teddy são incríveis. Todas as cenas de flash back eles conseguiam me conquistar totalmente, e acho que isso faz com que você vá aceitando o jeito monótono da Mia. Uma família nada convencional, mas tão amorosa como qualquer outra.

O relacionamento de Mia e Adam foi algo que me incomodou um pouco, sei lá acho demais essa paixão arrebatadora, um não consegue viver sem o outro, muito drama. Mas gostava dos momentos em que existiam crises, aquilo ali era mais real do que as juras eternas. E acho que o grande problema é o complexo de príncipe encantado do Adam.

Gostei da estória, do fato de ela ir e voltar no tempo, gosto de enredos assim. A falta de cronologia não te deixa perdido no livro, porque cada momento em que Mia revive uma memória ela está ligada diretamente com algo que está acontecendo. Gostei muito da maneira como Gayle Forman escreve.

O fato da Mia ter que decidir se fica ou se vai para mim ficou em segundo plano, foi mais um relato da sua vida. Não senti emoção, acho que faltou ser mais brutal e pegar pesado, parecia que a autora tinha medo de entristecer demais. Pelo menos comigo isso aconteceu, eu esperava me sentir abalada pela estória, mas isso não aconteceu, achei que faltou alguma coisa.

Mesmo não me emocionando ainda sim considero "Se eu ficar" um bom livro, pelas personagens que me conquistaram, pelas tentativas de escapar dos clichês e por sua continuação. Isso mesmo, no livro já vem com uma prévia do próximo "Para onde ela foi", e eu acredito que ele vai conseguir superar "Se eu ficar e acabar com todos os clichês.


Boa Leitura!
Até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo