15 julho 2013

Resenha: Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Anjos Caídos

Antes de começar a resenha preciso pedir desculpas, isso porque já tem quase um ano que li esse livro (jurava que era menos, mas vi que já tem isso tudo mesmo). Já expliquei nos posts dos outros livros que eu tenho uma relação muito estranha com essa série; eu me empolgo lendo o livro, porém falta força de vontade para fazer a resenha. Mas aqui estou eu (finalmente) falando sobre o quarto livro de TMI.


Sinopse: " A guerra acabou e Caçadores de Sombras e integrantes do submundo parecem estar em paz. Clary está de volta a Nova York, treinando para usar seus poderes. Tudo parece bem, mas alguém está assassinando Caçadores e reacendendo as tensões entre os dois grupos, o que pode gerar uma segunda guerra sangrenta. Quando Jace começa a se afastar sem nenhuma explicação, Clary começa a desvendar um mistério que se tornará seu pior pesadelo."    

Quando soube que a série TMI seria estendida tive um certo receio, isso porque achei que a autora, Cassandra Clare, estava muito encantada pelo sucesso e o brilho do dinheiro. Por isso, "Cidade dos Anjos Caídos" eu li com um certo medo, mas me surpreendi de um jeito bom.

Depois do fim de Valentim, e o começo de uma nova fase em que Jace e Clare, finalmente, podem ficar juntos, tudo estava perfeito. Mas Cassandra Clare, terrível como é, cria uma série de acontecimentos macabros que perturbam a felicidade do casal de Caçadores de Sombras. Algo não está normal, o todo poderoso (o todo gostoso, kkkkk) Jace é atormentado por sonhos, que eu desde o começo imaginei serem causados por sua ressuscitação milagrosa.

Já o casal mais lindo da série: Magnus Bane e Alex Lightwood, vivem uma pequena lua de mel e esbanjam amor em todas as páginas que aparecem. Contudo, o passado pegador de Magnus vem para destruir toda essa aura de romance. Preciso dizer que o ciúme desenfreado de Alex é muito irritante, cheguei até a criar uma certa antipatia por ele, mas nada muito definitivo.

Meu ex-personagem favorito, Simon também tem que lidar com as decisões que tomou no último livro. E alguém pode me explicar o porque dele virar o garoto mais disputado da série?! Deve ser o vampirismo. Falando em vampiros, esse núcleo recebe uma nova personagem, que chegou para criar problemas

Os novos problemas (ah vai me falar que você achou que não teríamos mais problemas?!), são bem obscuros, algo que particularmente acho sensacional na série da Cassandra Clare. A maneira como o livro consegue ser engraçado e jovem, mas ao mesmo tempo sombrio, é algo admirável na escrita da autora. Inclusive, sempre tenho que repetir, Cassandra ainda continua escrevendo maravilhosamente bem.

O livro possuí ainda aquele certo quê de realidade em seus personagens, os jovens Caçadores de Sombras, conseguem se preocupar com sexo, amor e inseguranças em meio ao mundo fantástico em que vivem. O que eu acho muito interessante. Também gosto da falta de triangulo amoroso como personagem principal.

Não posso de deixar citar o quanto a mitologia dos anjos e demônios continua primorosa, a autora surge com uma das personagens não bíblico que eu mais acho interessante (não vou contar, porque isso é spoiler), e gostei do papel que ela desempenhou na estória.

O final do livro, como era de se esperar, Srta. Clare nos joga uma bomba e diz para esperar o lançamento do próximo livro. Ou seja, fãs enlouquecidos esperando que tudo seja revertido tal qual nos demais livros. Eu, uma fã mediana, estou bem ansiosa para saber que rumo a estória vai tomar depois do que aconteceu nas últimas páginas de "Cidade dos Anjos Caídos".

P.S: Eu já comprei "Cidade das Almas Perdidas", mas ainda não o li, eu prometo que assim que terminar de ler faço a resenha.

Boa Leitura!
Até o próximo post!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo