10 maio 2013

Resenha: The Selection: A Elite

Quando fiz o post Top 5: Lançamentos Literários 2013, um dos livros citados foi a continuação da trilogia The Selection, que eu já fiz resenha do primeiro livro aqui no blog. Nos dois posts que citei eu falei muito bem dessa distopia, que para mim, foi a melhor. Por isso estava eufórica com o lançamento da segunda parte da estória de América, como em a Viagem do Tigre eu comprei o livro na pré-venda e como naquele episódio o lançamento foi adiado e eu quase enfartei (acho que é um karma isso, só pode), mas enfim o meu livro chegou ontem e eu li ele em apenas 7 horas (já sei que isso é doença. kkkk), e posso dizer que valeu cada minuto de espera.



Sinopse: "A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.
America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz."

"A Elite" foi o livro das reviravoltas, tudo mudou. América que antes eu até simpatizava virou o alvo de todo o meu ódio, ela teve cada atitude idiota nesse livro, que me deu vontade de entrar dentro do livro e matá-la. O Aspen, só ganhou o meu desprezo, e em alguns momentos comparei suas atitudes com as atitudes Gale de "A Esperança", então se o destino dele for semelhante ao do amigo de Katniss eu vou ficar muito feliz. Enquanto as duas outras pontas do triângulo amoroso de "The Selection" só me irritaram, príncipe Maxon acabou de ganhar minha total admiração, ele foi a perfeição em pessoa, espero de verdade que America o escolha e dê a ele tudo que ele merece, mas se isso não acontecer que pelo menos ele tenha um final maravilhoso.

Gostei muito do jeito como Kiera Kass deu maior abordagem a situação política do país, eu já suspeitava que isso fosse acontecer nesse novo livro, já que no primeiro os rebeldes ficaram mais na margem da estória. Acho que o único problema na abordagem política é a narração de América, porque ela é muito egoísta, então prefere dá mais atenção aos seus problemas amorosos do que lutar por uma causa. Mas no mais, o livro deixou de ter foco somente no romance.

O livro tem três momentos que foram muito surpreendentes, e que mostraram um lado do Maxon que em "A Seleção" não nos foi revelado. Acredito que essas cenas vão ser responsáveis por um aumento no número de fãs para o time do príncipe, e que isso possa também ser uma prévia de qual será a escolha da senhorita Singer.

Gostei muito do desenvolver da estória, acho que "A Elite" vem para matar os leitores de ansiedade até o último capítulo da série (que eu não sei nem quando sai). Espero que o próximo livro de Kiera Kass seja tão bom quanto os outros dois, e que Maxon tenha o seu tão aguardado final feliz.


Boa Leitura!
Até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo