31 maio 2017

Resenha: Memórias de uma Gueixa

Sinopse: "Olhos cinza-azulados. Muita água em sua personalidade, é o que diz a tradição japonesa. A água que sempre encontra fendas onde se infiltrar, cujo destino não pode ser detido. Assim é Sayuri, uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a infância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa: dança e música, quimonos e maquiagens; como servir o chá de modo a revelar apenas um vislumbre da parte interna do pulso; como sobreviver num mundo onde o que conta são as aparências, onde a virgindade de uma menina é leiloada, onde o amor é considerado uma ilusão. Já idosa, vivendo nos Estados Unidos, ela narra suas memórias com a sabedoria de quem teve uma vida longa e o lirismo de quem soube encontrar nela seu lado mais doce. Neste relato único, que reúne romance, erotismo e, muitas vezes, a dura realidade, Arthur Golden desenvolve uma escrita refinada e dá voz a uma personagem instigante e humana que conquistou milhões de leitores em todo o mundo."

O que são as gueixas? Artistas, prostitutas, amantes? Tudo isso é um mistério para grande parte dos ocidentais, ninguém entende muito bem o que são aquelas mulheres em quimonos luxuosos e maquiadas de forma tão artística. E em "Memórias de uma Gueixa", Arthur Golden nos apresenta esse universo através das memórias de Sayuri.

Sayuri não existiu de verdade, mas a introdução do livros cria a atmosfera de que tudo que será narrado neste livro será real. Começamos acompanhando a gueixa quando ela ainda era criança, morava com o pai pescador em uma vila e se chamava Chiyo até os dias atuais em que ela é uma famosa gueixa.

Sayuri desde sempre é sonhadora e sempre é enganada e levada por caminhos diferentes dos que ela quer, E ela sempre aceita tudo e procura retornar a seu objetivos, como água que se molda ao meio que está, e é exatamente isso que as pessoas dizem quando olham para seus olhos cinzentos. Em contraponto a toda essa aceitação temos Hatsumomo, a grande antagonista desse livro, ela é como o fogo, destrói tudo por onde passa. Todas as duas são personagens cheias de camadas e muito bem construídas.

Além das mulheres temos os personagens masculinos, que estão ali para serem bem tratados e entretidos pelas gueixas. E desde o primeiro momento percebemos que Sayuri tende a se encantar pelos homens que são bondosos com ela, podemos perceber isso na primeira forte figura masculina que surge em sua vida, o senhor Tanaka, que em muito se parece com o presidente, grande amor da vida de Sayuri. Então para contrapor esses homens sempre tão atenciosos temos Nobu, um homem amargo que sempre diz o que pensa, mas que é encantado pela gueixa.

Em vários momentos do livro me incomodava a passividade de Sayuri e as atitudes dela em alguns momentos, porém ao longo da história o autor consegue te mostrar que as escolhas dela não são como a de todo mundo, ela é uma gueixa e a vida dela não é simples, ela não terá uma história de amor convencional. E acho que tudo isso é ainda mais bonito a partir do momento em que vemos a teia do enredo bem tecida e com a justificativa de que o destino ajudou todos os personagens a chegarem até ali.

Memórias de um Gueixa não é apenas uma história de amor, é a história de uma vida, de uma mulher que fez de tudo para ir de encontro a seus sonhos. Mas uma história de memórias do Japão, porque vemos ali o relato do período de guerra e o que essa guerra causou em um lugar de tanta arte e beleza. Um livro maravilhoso tanto para quem gosta de romance, quanto para quem gosta de aprender sobre a cultura de outros países ou simplesmente uma leitura muito prazerosa.

Obs; Se você tal como eu já assistiu ao filme, verá que temos um final a frente de como ele termina. O que pra mim foi bem interessante.

Até o próximo post! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo