16 novembro 2015

Resenha: A Mais Pura Verdade

Criança com câncer já é um tema que me faz querer ler um livro. Mas sabe quando você compra um livro com aquela expectativa, mas quando ele chega você vai deixar ele pra trás na lista de leitura e quando você resolve ler já passou o momento? Pois é, foi isso que aconteceu com "A mais pura verdade"


Sinopse: "Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.

Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável."

Quando "A mais pura verdade" saiu aqui no Brasil todo mundo leu esse livro, tem milhares e resenhas espalhadas pela blogosfera. Eu comprei o meu exemplar logo naquela época, mas esse tanto de resenha me fez enjoar do livro, antes mesmo de ler. Aí fiquei procrastinando a leitura, até agora, quando só faltam cinco livros não lidos na estante.


A narrativa do livro é feito por dois narradores, Mark e Jessie. O texto é fluíd e fácil, afinal os dois só tem 10 anos. É daquelas leituras gostosinhas que você vai lendo e quando assusta chegou o fim.

O enredo tem poucas voltas no tempo e acho que isso foi um dos problemas, não consegui me encantar com as personagens, porque não tive informação suficiente sobre elas, para sofrer com o que estava acontecendo. A única personagem que me encantou foi o Beau, o cachorro é um dos únicos que teve seus sentimentos mais aprofundados e deu uma chance para a emoção no livro.

O livro de Dan Gemeinhart é muito bonitinho, uma história de medo, superação, amor e amizade, típico enredo de filme de sessão da tarde que vai repetir várias vezes. O livro promete ser emocionante, mas não consegue marcar ou sensibilizar tanto, a estória é tão fofinha, que é impossível pensar que teremos um final triste.

Até o próximo post!

Um comentário:

  1. Quero muito ler esse livro, mas comigo aconteceu a mesma coisa. Com tanta gente falando sobre, acabei enjoando sem nem ler. Mas espero que interesse volte, parece um livro interessante! Beijos, Jú
    Docurailusoria.blogspot.com

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo