21 setembro 2015

Resenha: Harry Potter e o Cálice de Fogo

Eu disse em alguns posts que gosto de todos os livros de Harry Potter, mas relendo "O Cálice de Fogo" percebi que o 4º livro da série é o que menos gosto em toda série.


Sinopse: "No quarto ano em Hogwarts, Harry Potter, embora ainda sem idade suficiente, é misteriosamente selecionado pelo Cálice de Fogo para competir no arriscado Torneio Tribruxo. Estranhos sinais luminosos no céu mostram que Voldemort pode estar anunciando sua volta. Além disso, a marca na testa de Harry não pára de doer, o que sempre significa que algo muito tenso está para acontecer."

Como disse na resenha de "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban", a série começa a ganhar um tom mais obscuro em seus novos capítulos. E em "O Cálice de Fogo" essa escuridão surge como a aparição dos Comensais da Morte, que são os seguidores de Lord Voldmort e a tensão pela espera da volta do bruxo das trevas, após a previsão do 3º livro.

Harry está lidando com sonhos perturbadores e dores na sua cicatriz, quando ele é convidado para assistir a Copa Mundial de Quadribol, que inicia o 4º livro com muita diversão e até mesmo uma marca da volta eminente Daquele que Não Deve Ser Nomeado. A partir da Copa, Harry começa a ver que o povo buxo está espalhado pelo mundo inteiro, e que até mesmo existem outras escolas de magia, algo que ele descobre quando volta a Hogwarts e descobre que a escola vai sediar o Torneio Tribuxo.

Antes do início do Torneio na escola, o livro é bem parado e demora a começar a verdadeira ação da estória. Depois de todo o marasmo, a ação começa, primeiro com a escolha de Harry como o 4º campeão do Tribuxo, depois com suas provas misteriosas e perigosas. 

Em "Cálice de Fogo" novas personagens são inseridas no universo bruxo, conhecemos Bartô Crouch do Ministério da Magia, a elfa doméstica Winky, o apanhador Vítor Krum, a enorme Madame Maxime, o misterioso Karkaroff, a encantadora Fleur Delacourt, a maldosa Rita Skeeter e mais um professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, Olho Tonto Moody. Todos eles como papeis fundamentais na trama.

Nos personagens já muito conhecidos, começamos a notar as mudanças causadas pela puberdade ou maturidade. Nós começamos ver os interesses amorosos de Harry, Rony e Hermione. Temos também uma ideia dos rumos que Fred e Jorge irão tomar, nos próximos anos.

Já disse que o enredo é um pouco arrastado, principalmente com o afastamento da realização das provas do Torneiro Tribuxo. Quando chegamos à prova final, temos uma enxurrada de acontecimentos e várias informações do passado, quando Voldmort aterrorizava os bruxos. E um acontecimento irá marcar o fim do sossego e o início de tempos escuros na saga de Harry Potter.

Se em "O Prisioneiro de Azkaban" temos vários alívios cômicos, neste 4º livro, são poucos os momentos de risadas. Acredito que isso, mas os acontecimentos arrastados, tornam o livro o menos fluído de J.K Rowling, mas ainda sim sendo literatura de qualidade.

Com os rumos da estória já é de se esperar muita tensão e trevas em suas continuações.

Até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo